NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER, LUÍS EDUARDO LANÇA “PROJETO MULHER” COMPOSTO POR DIVERSOS PROGRAMAS DEDICADOS A ELAS

O Dia 08 de Março foi marcado pelo lançamento de diversos programas que compõem o PROJETO MULHER. O Prefeito Oziel Oliveira cumpriu agenda nos três turnos, apresentando cada um deles.

A maratona começou com um café da manhã na POLICLÍNICA, para onde o prefeito se dirigiu, juntamente com as garis do município. Já no auditório da unidade de saúde, muitas mulheres – servidoras públicas e centenas de populares o aguardavam para o lançamento do projeto, que tem como finalidade a atenção e o cuidado direcionado à mulher luíseduardense e é composto por vários programas. Na ocasião, foram apresentados três deles:

PROGRAMA MÃE E FILHO COM AMOR – Tem como objetivo principal acolher a mulher desde o início da gravidez, acompanhar o pré-natal, garantir todos os exames necessários, discutir puericultura e assegurar que ao final da gestação, mãe e filho estejam saudáveis e recebam enxoval completo.

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DA SAÚDE DA MULHER- Com o propósito de contribuir para a prevenção de doenças que afetam a saúde da mulher em vários estágios da sua vida, o Programa ofertará exames preventivos, tais como de câncer de colo do útero e mama, e ainda, vacinação contra o vírus HPV. A intenção é prevenir doenças antes que elas apareçam a fim de manter o corpo saudável, garantindo assim, uma boa qualidade de vida ao longo dos anos.

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO DA AUTOESTIMA – A motivação desse programa é devolver a autoestima às mulheres por meio da reconstrução mamária, que em consequência do câncer de mama, foram submetidas à cirurgia para a retirada total ou parcial da mama, bem como àquelas que necessitam de mamoplastia redutora, em razão de desvios posturais e incômodo estético.

“A data para o lançamento desse projeto não poderia ser outra, senão o dia escolhido para comemorar a importância das mulheres para o mundo. Um projeto ousado que pouca gente teria coragem de lançar, e nós estamos fazendo isso em pouco tempo de mandato, por entender que as mulheres necessitam de apoio total do poder público. Fico emocionado de ver esse auditório lotado, pois sabemos que esses programas poderão salvar e transformar a vida de muitas mulheres”. Comentou o Prefeito Oziel Oliveira.

As mulheres presentes no evento tiveram a oportunidade de fazer os exames preventivos e o agendamento de mamografias. Meninas dos 09 aos 14 anos foram vacinadas contra o HPV – vírus que pode desencadear o câncer de colo de útero. Além disso, receberam rosas das mãos do prefeito e do vice-prefeito e participaram de um café da manhã.

CAMINHADA DAS MULHERES

O evento que começou às 18 horas com saída da Prefeitura até o auditório Senar, anexo ao prédio do Sindicato dos Produtores Rurais, local onde foi lançado o Programa Borboleta, contou com a participação de muitas mulheres que apoiavam o empoderamento feminino e clamavam pelo fim da violência contra a mulher, o começo de uma nova história e a construção de um mundo melhor. A caminhada, idealizada e liderada pela Secretária de Ação Social do Município, Rose Sanderson, teve o intuito de suscitar a reflexão acerca do foco adotado pelo Estado (leia-se, federação), na criação de políticas públicas que visam combater, sobretudo, a violência doméstica. Na caminhada, as mulheres levantavam faixas que reivindicavam um olhar mais atento para o agressor, verdadeiro culpado por estatísticas aterradoras de uma violência cruel e silenciosa, que acontece de forma reincidente em milhões de lares brasileiros.

LANÇAMENTO PROGRAMA BORBOLETA

A programação foi finalizada com o lançamento do Programa Borboleta, que objetiva o enfrentamento à violência vivenciada pelas mulheres no município. O programa funcionará por meio de uma rede de serviços, articulada entre a Prefeitura e a sociedade, visando o desenvolvimento de estratégias efetivas de prevenção e de políticas que garantam o empoderamento e a construção da autonomia das mulheres, os seus direitos humanos, a responsabilização dos agressores e a assistência qualificada às mulheres em situação de violência.

O lançamento do programa contou com a presença de várias autoridades, dentre elas: O Capitão Giovanni, Comandante da 85ª Companhia Independente de Polícia Militar; Cabo Ivanna Trindade da CIPE Cerrado; Carminha Missio, Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais; a Promotora de Justiça, Dra. Stela Athanazio; Mariana Flores de Matos, representante da Comarca de Luís Eduardo Magalhães; Rose Sanderson, Secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social; Daniel Álvares, Secretário Municipal de Segurança, Ordem Pública e Trânsito; Dr. Leonardo de Almeida, Titular da Delegacia de Luís Eduardo Magalhães; Dr. Joaquim Rodrigues de Oliveira, Titular da 11ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Barreiras); Dr. Rivaldo Luz, Coordenador Regional da Polícia Civil do Oeste da Bahia; Reinildo Nery, Presidente da Câmara dos Vereadores e Vanir Kolln, vice-prefeito de Luís Eduardo Magalhães. Além destes, estavam presentes os secretários municipais, vereadores, representantes religiosos e de diversos segmentos da sociedade civil organizada e centenas de populares.

A cerimônia de abertura oficial do Programa Borboleta iniciou com a apresentação de Dra. Flávia Riskalla, psicóloga e fomentadora do programa, que elencou as principais motivações para o desenvolvimento do programa.

“Antes, a mulher agredida era obrigada a prestar queixa em um ambiente sem condições de garantir a sua privacidade, que a colocava numa situação de grande constrangimento. Por não ter uma sede do Instituto Médico Legal em nossa cidade, ela precisava se dirigir ao IML do município de Barreiras para ser submetida ao exame de corpo de delito, expondo a sua fragilidade e as agressões impressas em seu corpo dentro de um transporte público. Por estas razões, muitas desistiam de dar continuidade ao processo, que culminaria na responsabilização do agressor.” Explicou Dra. Flávia Riskalla

A Promotora de Justiça, Dra. Stela Athanazio, em sua mensagem, destacou:

“A mulher é sempre vítima, independentemente dos meios que resultaram no ato de violência. Precisamos enfrentar essa difícil situação e o Programa Borboleta pode contar com o nosso apoio.”

O Prefeito destacou os fins do Programa Borboleta:

“Com a rede de serviços ofertada pelo Programa, que contará com a implantação do IML em Luís Eduardo Magalhães, um local humanizado para ouvirmos o depoimento da vítima, o apoio do Ministério Público, Polícias Militar e Civil e Poder Judiciário, pretendemos amparar e proteger de maneira digna, a mulher em situação de violência, ajudando-a na restauração de sua autoestima e na conscientização sobre a importância de exercitar os seus direitos.” Finalizou Oziel Oliveira.

Confira mais imagens acessando a galeria de fotos.

Clique aqui